quinta-feira, 15 de maio de 2014

batismo de voo


Hoje, aprenderam a voar...
São quatro - lindos, rolicinhos - um mais afoito, os outros mais a medo, vão dando saltinhos e voando um pouco...
...amanhã, não sei se ainda estarão por cá...
E só hoje entendi onde estava o ninho, pois os pais, apesar de me olharem, por vezes a um metro, com comida no bico, não seguiam caminho sem que eu me afastasse!
Ainda trouxeram comida, hoje, mostrando-a como incentivo, de um lugar mais acima.
Os meninos estão crescidos, de penas fofas, que lhes dão quase o tamanho dos pais.
São maravilhosas, as viúvas que me dão essa grandiosa dádiva de fazer ninho no meu cantinho florido!
De penas negras, brilhantes, e caudas vermelhas.
Foi o momento feliz do dia, à chegada a casa, vê-los todos, a saltitar e a voar mais longe...

2 comentários:

  1. 16 de maio: dois não quiseram ir e os progenitores insistem, trazendo comida e chamando - mas, eles voltam para o seu espaço seguro, apesar de já voarem quanto baste...
    17 de maio: toda esta manhã de sábado vi (e ouvi, para meu regalo!) a mesma conversa familiar... já só consegui ver um pássaro roliço, que deixou a segurança do telheiro e pulula no meio das flores... os pais espaçaram mais as visitas e chamados...
    levanta-se o vento e volta ao abrigo...

    ResponderEliminar
  2. e, afinal, todos voltam todos os dias, petiscando entre as flores, mais belas com a sua presença...

    ResponderEliminar