domingo, 13 de abril de 2014

diário de uma mulher normal, 13 de abril


acordei sem saber bem onde – a noite trouxe-me tarde à cama

ouvia objetos a cair e cedo percebi que era a estratégia secundária do meu gato: quando não me levanto ao som do despertador e não lhe abro a porta do wc de imediato, sobe para a minha secretária e vai atirando o que pode ao chão!
aguentei enquanto pude, até que o ‘roçar’ me alertou: era a nova caixa de óculos a ganhar novos efeitos estéticos!
entre grito e safanão-de-longe lá fugiu, mas, o aprendiz-de-despertador subiu também para a secretária e, ao contrário do primeiro, ainda não liga às minhas ordens… resultado: tive, mesmo, de me levantar… 
 
num dia de refeições petiscadas entre investigação e produção de texto, também a amizade profunda dos meus gatos, por mim e pelos petiscos, foi complicada: acham que devem estar em cima dos livros, ou seja, entre os meus olhos e os livros ou anotações ou, se estou no pc, optam por atravessá-lo em andamento e provocam funções de teclado que desconheço e me deixam à beira do ataque de nervos…

…está tudo sossegado: um dorme aos pés da cama, outro junto à janela mais quente…

Sem comentários:

Enviar um comentário