quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

sal e sombra


fogem dos meus olhos
sem que as consiga prender
teimam em sair
fugir
como se fugindo
levassem com elas a dor
e houvesse num recanto
amor
para o vazio preencher

Sem comentários:

Enviar um comentário